quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

FOTOGRAFIA REGISTRA DUROS TEMPOS DA DITADURA MILITAR BRASILEIRA

 “30 anos de luta pela anistia no Brasil”
Perly Cipriano
Exposição Fotográfica
Homenagem aos 50 anos de militância política de Perly Cipriano e Gilney Viana 
Fonte: www.dhnet.org.br/

Interior do Presídio Político do Rio de Janeiro, na rua Frei Caneca, vendo portas fechadas das celas, um carrinho de bebê e ao fundo, o lavatório decorado com uma pirogravura de Ho-Chi-Min. Crédito: Paulo Jabur

Cartaz da Anistia Ampla Geral e Irrestrita produzido pelo Comitê Brasileiro pela Anistia de Minas Gerais (CBA-MG). Presos Políticos da Frei Caneca, Rio de Janeiro-RJ, em julho de 1979 (incluindo o papagaio “Chico Pinto” e o gato “Reforma”). Créditos: Poema: José Roberto Rezende; Foto Paulo Jabur

Manoel Henrique Ferreira e Gilney Viana entregando os utensílios e comest&iacutA?b?C?e;veis do Coletivo dos presos políticos ao chefe de guarda do presídio em 22 de julho de 1979, dando início à greve de fome pela Anistia. Crédito: Paulo Jabur
Intelectuais conversam com os presos políticos no pátio da prisão: Jorge Raymundo, Manoel Henrique Ferreira, Perly Cipriano, Darcy Ribeiro, Antonio Houais e Oscar Niemeyer. Crédito: Paulo Jabur

Presos políticos de Itamaracá, em Pernambuco, em pé: Samuel Firmino, Francisco Chagas, Luciano de Almeida, Arlindo Felipe; sentados: José Emilson Ribeiro, José Calistrato, Rholine Sonde Cavalcante, Alberto Vinicius do Nascimento, Francisco de Assis Barreto. Crédito: Paulo Jabur

Visitantes e presos políticos no salão do presídio da Frei Caneca: Senador Pedro Simon (PMDB-RJ) Deputado Edson Khair (MDB-RJ), Paulo Henrique Lins, Antonio Mattos, Perly Cipriano, José Rezende, Dep. Benjamim Farah (MDB-RJ), Senador Itamar Franco (MDB-MG). Crédito: Paulo Jabur

Presos políticos recebem visita de organizadores do Partido dos Trabalhadores (PT), da esquerda para direita, Heitor de Souza Santos (Presidente do Sindicado dos Trabalhadores Rurais de Rio Bonito), Dep. Edson Khair (MDB-RJ), Luiz Inácio Lula da Silva (Presidente do Sindicado dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo), Manoel Henrique Ferreira, Gilney Amorim Viana, Yara Pontes, Wagner Benevides (Presidente do Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais). Crédito: Paulo Jabur
Presos políticos recebem visita dos sindicalistas: Olívio Dutra (Presidente do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre), Hélio da Silva, Adão Eduardo Haggstan (Sindicato dos Metalúrgicos de Porto Alegre), Paula Abdah (Sindicalista dos Propagandistas do Rio Grande do Sul), José Roberto Rezende, Paulo Henrique Lins. Crédito: Paulo Jabur

Nos salões do presídio político do Rio de Janeiro, na Frei Caneca, satiricamente denominado “Cinema Íris”, os atores Dina Sfat, Paulo José, Renata Sorrah, Marta Alencar e Hugo Carvana, e os presos políticos Alex Polari e Jorge Raymundo Júnior. Crédito: Paulo Jabur

No pátio da prisão, presos políticos recebem a visita de artistas. Em pé, Jorge Raymundo, Antonio Pedro, Hugo Carvana, Marcelo Pichi, Jorge Santos Odria, Hélio da Silva, João das Neves, de óculos escuros (não identificado), Mario Lago, John Neschling; fila do meio, Ney Latorraca, Tessy Calado, Dina Sfat, Renata Sorrah, Elizabeth Savala, Alex Polari, Betina Viany, Guilherme Karan. Sentados, Gilney Viana, Jesus Soto, Paulo José, Perly Cipriano, Denis Carvalho, Cristiane Torloni, Paulo Jabur, Lucélia Santos, Nelson Rodrigues, Denise Bandeira, José Rezende e à frente, Manoel Henrique Ferreira. Crédito: Paulo Jabur

Presos políticos no Instituto Penal Paulo Sarasate, Fortaleza-Ceará, em foto anterior à greve: de pé, da esquerda para a direita: Carlos Alberto, Gondim, Jerônimo, José Genoino, Ferreira, Rubens, Oswaldo. Agachados: Francisco Wiliam Montenegro Medeiros; Manoel Dias de Fonseca Neto, Fabiani Cunha, Valdemar Rodrigues de Menezes e Mário Miranda de Albuquerque. Participaram da greve de fome: Francisco Wiliam Montenegro Medeiros, Fabiani, Mário e José Sales de Oliveira.

Maurício Anísio de Araújo, preso político em Natal, Rio Grande do Norte, cumprindo pena na Colônia João Chaves, aderiu à greve de fome em 5 de agosto de 1979.
No salão do presídio político do Rio de Janeiro, no alto: Milton Nascimento, Chico Buarque, Manoel Henrique Ferreira; atrás: Nelson Rodrigues, Miúcha, Jornalista Helio Fernandes, Jesus Soto, José Rezende, Helio da Silva, Alex Polari, Jorge Santos Odria, Perly Cipriano, Carlos Alberto Sales, Gilney Viana, Paulo Jabur, Antonio Mattos; agachados: Paulinho da Viola, Rui Alexandre, Aquiles Rique Reis, Antonio Wagabi e Jorge Raymundo. Crédito: Paulo Jabur


Artistas entre os presos políticos no pátio da prisão, em pé, Carlos Alberto Sales, Jussara Freire, Manfredo Colassanti, Helio da Silva, Elke Maravilha, Joel Barcelos, Perly Cipriano, Nelson Rodrigues, Sergio Brito, José Rezende, Rui Resende; atrás: Louise Cardoso, Gilney Viana, Lucélia Santos, Jorge Santos Odria, John Neschling, Jorge Raymundo, Antonio Mattos, sentados, fila do meio, Tião Fonseca, Betina Viany, não identificada, não identificado, Vanda Lacerda, Bebeto Bahia, sentados à frente: não identificado, Maria Silvia, Sônia Braga, Paulo Henrique Lins, Jesus Soto, Osmar Prado (à frente), Stepan Nercessian, Alex Polari, Renata Sorrah, Francisco Cuoco, Paulo Jabur e Manoel Henrique Ferreira. Crédito: Paulo Jabur

Presos políticos de São Paulo: Manoel Cyrillo, Carlos Alberto Soares, Aldo Arantes, Altino Dantas, Francisco Gomes da Silva e Aton Fon Filho.

Elza de Lima Monerat, presa política de 68 anos de idade, aderiu à greve de fome em 10 de agosto de 1979. Estava presa no Presídio do Hipódromo em São Paulo.
Presos políticos e seus familiares: Gilney Viana e sua prima, José Rezende, Elaine, Perly Cipriano, Carlos Alberto Sales, recebem os visitantes no pátio da prisão: Dona Yolanda Pires (do Movimento Feminino pela Anistia-RJ) e Valdir Pires. Crédito: Paulo Jabur

Jorge Raymundo recebe soro em sua cela no presídio político da Rua Frei Caneca. Crédito: Paulo Jabur

Presos políticos recebem a vista de líderes políticos, no salão do presídio da Frei Caneca:. Perly Cipriano, Dep. Ulisses Guimarães (MDB-SP), Senador Nelson Carneiro (MDB-RJ), Nelson Rodrigues e senador Teotônio Vilella (MDB-AL), sentado atrás: Dep. Edgar Amorim (MDB-MG), um assessor, Dep. Euclydes Scalco (MDB-RS), Dep. Marcelo Cerqueira (MDB-RJ) e Antonio Pereira Mattos. Crédito: Paulo Jabur

Os 14 presos políticos do Rio de Janeiro no pátio do presídio Frei Caneca ao início do 32º dia da greve de fome, de pé: Paulo Roberto Jabur, Gilney Viana, Carlos Alberto Sales, Jesus Parede Soto, Jorge Santos Odria, Jorge Raymundo Junior, Antonio Pereira Mattos e Perly Cipriano. Sentados: Paulo Henrique O. Rocha Lins, Alex Polari, Nelson Rodrigues, Manoel Henrique Pereira, José Roberto Rezende e Helio da Silva. Paulo Jabur

Presos políticos no presídio Frei Caneca, no Rio de Janeiro, na noite de 22 de agosto de 1979, em sua primeira refeição já no 33º dia da greve de fome pela Anistia, após aprovação do projeto governamental pelo Congresso Nacional. Paulo Henrique Lins, Alex Polari, Helio da Silva, Jesus Soto, Gilney Viana, Carlos Alberto Sales, Perly Cipriano, José Rezende, servindo-se Jorge Raymundo e de costas Manoel Henrique Ferreira. Paulo Jabur

Currículo
Nascido em 10/08/43 Natural de Aimorés MG.
1960 Iniciou militância política no PCB e no movimento estudantil.
1964 Ingressa na UFES no Curso de Odontologia onde responde um Inquérito Policial Militar.
1965 participa do Congresso da UNE em Valinhos S.Paulo. Preso pelo Exercito no 31 Batalhão de Infantaria em Vila Velha –ES.
1966 Eleito presidente do Diretório Acadêmico é levado para o Quartel da PM Vitória durante uma greve na Faculdade.
1967 preso pelo Dops em Niterói RJ.
Faltando um mês para conclusão do Curso, sai do Brasil e vai para Ucrânia antiga URRS estudar Direito Internacional.
1969 - Retorna ao Brasil e passa atuar clandestinamente como militante da ALN –Ação de Libertação Nacional.
1970 - Em março é preso pela PM em Olinda Pe. Foi torturado e condenado a 94 anos e 8 meses.
Acrescido as condenações estavam também 60 anos de perdas dos direitos políticos.
1979 - Em dezembro sai da prisão na condição de Liberado Condicional, portanto não anistiado.
1980 È fundadores do PT. Onde foi candidato a governador em 1982, e também foi chefe de Gabinete do Prefeitura de Vitória,ES, Deputado Estadual,Secretario de Estado de Justiça e Cidadania.
2003 Assume a Subsecretaria de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da SEDH Pr onde permanece até hoje.
Autor de 3 livros Fome de Liberdade juntamente co Gilney Viana, historiando a luta e as greves de fome. Pequenas Historias de Cadeia

Nenhum comentário:

Postar um comentário